A única hidromelaria do Mississippi está atraindo viajantes de diversos lugares para provar seu hidromel

A única hidromelaria do Mississippi está atraindo viajantes de diversos lugares para provar seu hidromel

A única hidromelaria do Mississippi está atraindo viajantes de diversos lugares para provar seu hidromel: Se você não é do extremo sul dos EUA, pode ouvir a palavra “Tupelo” e imediatamente associá-la ao mel (ou Van Morrison). No entanto, a cidade de Tupelo – no canto nordeste do Mississippi, famosa por ser o local de nascimento de Elvis Presley – não é de onde vem o mel Tupelo. É, no entanto, o lar de uma das poucas hidromelarias da região, Queen’s Reward, de propriedade de Jeri e Geoffrey Carter, que se iniciou acidentalmente na fermentação do mel.

Há uma década, quando Jeri dava aulas no jardim de infância e na primeira série, eles começaram a experimentar kits de vinho DIY. Depois de dominá-los, alguns anos depois, eles queriam experimentar um lote por conta própria.

Se adaptando ao meio

O clima quente e úmido do Mississippi não se presta ao cultivo de uvas excelentes, então Jeri sabia que teria que ser criativa. “Comecei a pesquisar na internet maneiras de fazer vinho com algo diferente de uvas”, diz ela. “Achei uma receita de fazer vinho com mel, então saí correndo e peguei.”

A única hidromelaria do Mississippi está atraindo viajantes de diversos lugares para provar seu hidromel: hidromeis a mostra

O primeiro lote foi “muito bom” para os Carters, mas como eles não haviam experimentado hidromel antes, eles não tinham nada para comparar. Uma viagem à loja de bebidas para comprar hidromel feito profissionalmente provou ser inútil, uma vez que não estava disponível no Mississippi na época. “Foi a primeira vez [pensamos] que havia uma oportunidade aqui”, diz Jeri.

Sucesso imediato

Meses de experimentação depois, eles perceberam que seu primeiro lote tinha realmente gosto “mais de luar do que hidromel”, diz Jeri, mas eles já percorreram um longo caminho desde então. O Queen’s Reward já ganhou vários prêmios, incluindo prata no concurso Mead Crafters do National Honey Board e vários prêmios de bronze e prata no concurso regional de vinhos Wines of the South, entre outros.

A única hidromelaria do Mississippi está atraindo viajantes de diversos lugares para provar seu hidromel: tasting room

Estreando oficialmente sua sala de degustação para o público em 2018, a empresa espelha uma tendência maior: As hidromelarias estão finalmente alcançando seu ritmo nos Estados Unidos. Em 2003, o país tinha cerca de 60 hidromelarias comerciais; em 2020, esse número havia crescido para cerca de 450, de acordo com a American Mead Makers Association. Além disso, a AMMA afirma que mais de 200 hidromelarias estão em processo de abertura – embora Queen’s Reward tenha sido a primeira do Mississippi, certamente não será a última.

Processos e receitas

Também conhecido como vinho de mel, o hidromel é uma antiga bebida fermentada feita com água, mel e fermento. Ao contrário do que você pode esperar, no entanto, nem todo hidromel é doce. Assim como qualquer enólogo, Jeri diz que escolhe se um lote vai terminar doce ou seco, ou algo entre os dois. “Fazemos hidromel deliberadamente em todo o espectro, pois queremos algo que todos possam se apaixonar”, diz ela. O processo para fazer hidromel é quase igual ao do vinho, com o resultado final tendo entre 11 a 14% de álcool.

Por exemplo, o hidromel Scarlet Noir da Queen’s Reward incorpora uvas pinot noir da Califórnia para dar um sabor de vinho tinto, perfeito para quem gosta de um cabernet seco. Ao contrário do vinho tinto, não há taninos no mel, por isso, embora o vinho acabe seco, não deixa a sensação na boca assim, diz Jeri.

Estilos

No Sul, muitos bebedores de vinho preferem seus vinhos do lado mais doce e, para aqueles que bebem, há o hidromel Delta Gold mais vendido, feito com mel e suco de uva Riesling. Neste verão, ganhou o ouro no concurso internacional de vinhos e destilados Finger Lakes. A Queen’s Reward também produz Delta Dry, uma versão menos doce do Delta Gold, muitas vezes preferida por aqueles que apreciam um chardonnay seco.

Jeri diz que não adiciona ingredientes artificiais a nenhuma de suas variedades de hidromel. Por exemplo, o Hidromel Cereja Coberto com Chocolate é feito com cerejas azedas, depois envelhecido levemente com nibs de cacau para dar um toque de chocolate amargo, enquanto o Hidromel de Especiarias de Inverno (perfeito para as férias) envelhece cerca de uma semana com sachês de terra canela, cravo e noz-moscada para infundir um sabor aconchegante.

Diferencial

Como a primeira e (atualmente) única hidromelaria em operação no Mississippi, era importante para Jeri que o Queen’s Reward incorporasse ingredientes locais. Ela se lembra de ter ficado impressionada com a beleza de seu estado natal depois de voltar de uma viagem pelo país e de querer exibi-la com seu vinho. “Quando você toma um gole do nosso hidromel, está tomando um gole do nosso quintal”, diz ela.

Desafios

Encontrar um produtor de mel local acabou sendo mais desafiador do que ela esperava, já que a maioria dos apicultores não tinha estoque suficiente (o Queen’s Reward custaria 23.000 kilos de mel só neste ano) ou não tinha uma autorização oficial do departamento de saúde.

A única hidromelaria do Mississippi está atraindo viajantes de diversos lugares para provar seu hidromel: casal empreendedor

Finalmente, ela conheceu Kip Isonhood da Yazoo Honey & Bee Farm, que hoje fornece todo o mel para o hidromel, produzindo o ano todo e entregando em caixas IBC gigantes com válvulas para facilitar o derramamento. Jeri diz que gosta de como a fazenda de Isonhood está localizada no centro do estado, perto de Jackson, o que significa que as abelhas e o mel são realmente feitos no Mississippi.

Como visitar o Queen’s Reward Meadery

O hidromel atualmente é enviado para 40 estados, mas não distribui para lojas de bebidas de fora do estado até que eles possam aumentar ainda mais a produção para atender à demanda no Mississippi. (Eles estão a caminho de produzir mais de 18.000 garrafas de hidromel este ano, ante cerca de 6.200 em 2018). É isso que torna uma viagem a Tupelo para visitar a sala de degustação Queen’s Reward mais especial.

Com acenos sutis e inteligentes para as abelhas (pense em ladrilhos em forma de favo de mel no bar e mesas laterais em forma de hexágono), a hidromelaria está localizada em um depósito fora do McCullough Boulevard principal, com um amplo espaço verde no meio, perfeito para piqueniques e jogos de gramado.

Valores

Por apenas US $ 12, você pode desfrutar de uma degustação de cinco hidroméis diferentes; termine com uma raspadinha de hidromel perigosamente boa, em sabores como margarita de mirtilo, pêssego ou creme de neve; e leve para casa uma taça de vinho com o brasão de abelha. Jeri também oferece passeios gratuitos a qualquer hora, onde os visitantes podem ver a linha de engarrafamento vintage de 1979 reformada por Geoffrey, que é engenheiro. É uma raridade entre as vinícolas desse porte, mas Jeri diz que faz sentido para elas: podem fazer hidromel o ano todo, já que o mel está sempre disponível.

Inovação

Durante a pandemia, a Queen’s Reward usou seu destilador para produzir desinfetante para as mãos para a comunidade. A seguir, os Carter estão trabalhando na expansão dos destilados – talvez vodka à base de mel ou um licor de creme de mel.

À medida que cresce o interesse dos americanos pelo hidromel, Jeri diz que espera que mais hidromelarias locais apareçam. “Quanto mais as pessoas sabem sobre o hidromel, melhor todos nós sabemos”, diz ela. “O hidromel existe desde sempre, mas a maioria das pessoas ainda não sabe o que é.”

Autor: Kelsey Ogletree

Tradução: Alexandre A. Peligrini

Fonte: https://www.foodandwine.com/drinks/mississippi-mead-distillery-queens-reward?fbclid=IwAR1oBRII3_G4PySUSIkXUmLCNEDxLQ7YIs8SCPP_vsmcB_qTeGNXeNhTrUs

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *