Apostamos que você vai adorar o hidromel, uma bebida alcoólica que remonta aos tempos antigos

Apostamos que você vai adorar o hidromel, uma bebida alcoólica que remonta aos tempos antigos

Apostamos que você vai adorar o hidromel, uma bebida alcoólica que remonta aos tempos antigos: Há dez anos, o marido e a esposa Jeff e Jen Herbert estavam planejando um jantar de Ação de Graças e queriam que tudo fosse caseiro. Jeff decidiu inventar uma bebida que homenageia as raízes da família de Jen em Vermont, e usou um kit de cerveja caseira que ela o presenteou para fazer um hidromel – uma bebida alcoólica feita fermentando mel com água e outros sabores.

Em 2012, o casal, transformou o que havia começado como um hobby em sua garagem na Superstition Meadery, uma empresa de produção de hidromel baseada em Prescott, Arizona, que gerou US $ 2,7 milhões em receita no ano passado. A empresa vende suas criações em garrafas de 375, 500 e 750 mililitros diretamente para visitantes de confeitarias e varejistas de álcool em todo o país.

Crescimento sustentável

O hidromel está ganhando terreno – principalmente porque os consumidores americanos se tornam cada vez mais experimentais em seus gostos de consumo de álcool. “Sempre fomos o tipo de pessoa que preferia beber uma cerveja importada ou uma cervejaria em vez de uma Bud”, diz Jeff, cujo hidromel tem sabores como bordo, amora, manteiga de amendoim e geléia. “Eu queria aplicar todas essas ideias malucas à fabricação de cerveja em casa.”

 

Apostamos que você vai adorar o hidromel: Jeff e Jen em seu laboratório

A Superstition está agora entre os cinco maiores produtores de hidromel do país, de acordo com Vicky Rowe, diretora executiva da American Mead Makers Association. Mas não é a única empresa que encontra sucesso no fundo de um pote de mel.

O que há de novo é novo

O hidromel que remonta aos tempos antigos, viu um renascimento nos últimos anos. Durante o século 20, cerca de 64 hidromelarias abriram nos EUA, mas esse número saltou para 118 entre 2015 e 2017, diz Rowe. Ela acrescenta que cerca de 90 abriram ou estão programadas para abrir entre 2018 e 2020, elevando o número total de hidromelarias no país para mais de 600.

O rastreamento do consumo de hidromel é difícil porque o Departamento de Comércio e Tributação de Álcoo e Tabaco, a agência governamental que regula o álcool, não distingue o hidromel do vinho. “Somos uma espécie de enteada ruiva do mundo do álcool”, diz Rowe. No entanto, as vendas de hidromel fora das instalações – ou seja, hidromel vendido por varejistas em vez de uma adega – aumentaram cerca de 30% nos últimos cinco anos, segundo a empresa de pesquisa Nielsen.

Números sólidos

No ano passado, o setor de hidromel fora das instalações gerou US $ 9,3 milhões em vendas, um aumento de 7,9% em relação ao ano anterior.

Parte do apelo do negócio da hidromel é que o mel – para todos os desafios que as populações de abelhas do país enfrentam – está em alta oferta em alguns locais dos EUA, como Michigan, Washington e Califórnia. Muitos produtores de hidromel estão sediados nesses estados, que também têm indústrias agrícolas de longa data e regulamentações menos rigorosas sobre a produção de álcool, diz Rowe.

A tendência do hidromel também é resultado de mudanças de gostos. Muitos consumidores desejam experimentar algo novo – mesmo que tenha 4.000 anos. “A geração do milênio e a geração X, que realmente gostam de tentar coisas novas, que começaram”, diz Rowe. “Definitivamente ajudou a indústria de hidromel, e estamos vendo essas mesmas faixas etárias abrirem eles mesmos.”

Uma tradição de férias

O dia de ação de graças é sempre um momento especial na Superstition, diz Jeff Herbert. É a maior temporada de vendas da empresa. Os Herberts geralmente lançam sabores especiais no início de novembro para que os clientes possam estocar no feriado. Neste ano, eles experimentaram três pigmentos envelhecidos em barril, ou hidromel feitos com adição de uvas ou sucos de uvas.

A Superstition gera grande parte de seus negócios de férias de turistas, que recorrem a Prescott para eventos com tema de Natal, diz Jeff. Ele observa que o alto preço do hidromel muitas vezes faz com que os consumidores bebam em ocasiões especiais, como no Dia de Ação de Graças ou nas férias de inverno. A empresa espera reservar cerca de US $ 3 milhões em receita este ano, dos quais 25% virão das vendas de novembro e dezembro.

Apetites modernos

Isso não quer dizer que chegar a esse ponto tenha sido fácil para os fundadores da Superstition. Nos primeiros dias da empresa, nenhum deles sabia nada sobre hidromel, além do que haviam tentado em sua garagem. Jeff examinou livros e revistas especializadas sobre fabricação de hidromel para aprender mais sobre o setor e procurou treinamento profissional para aprender como iniciar e administrar um negócio de cerveja.

Ele se matriculou no Instituto Siebel de Tecnologia de Chicago em 2010, onde fez três dias de cursos sobre fabricação de cerveja profissional. Ele aprendeu o que é preciso para financiar um negócio, quais equipamentos ele precisava na hidromelaria e como administrar um restaurante. Enquanto isso, Jen, que havia trabalhado em gerenciamento de riscos na Universidade Estadual do Arizona antes de partir para iniciar seu próprio negócio de consultoria, trouxe experiência em gerenciamento financeiro, protocolos de segurança e outras áreas que afetam os negócios.

Categoria especial

Embora o casal agora lide melhor com muitos de seus desafios iniciais, o custo dos ingredientes do hidromel, especialmente o mel, continua a ser uma preocupação, apesar do suprimento abundante. (A empresa obtém o mel de muitas fontes diferentes, principalmente nos EUA). Ingredientes especiais que adicionam sabor, como açafrão ou baunilha, aumentam ainda mais a despesa. A superstição cobra de US $ 15 a US $ 48 por garrafa; a novidade do produto permite que a empresa comande o preço relativamente alto. Ainda assim, hidromel não é algo que as pessoas consomem diariamente, observa Jeff.

Novidades à vista

Felizmente, a Superstition está localizada em uma cidade com tráfego intenso de pedestres. E está se preparando para abrir um espaço de 3.500 pés quadrados na próxima primavera, no centro de Phoenix, que eles dizem que será o primeiro restaurante de hidromel e comida do mundo. Isso deve ajudar a elevar o perfil do hidromel, dizem os herberts. “A chave é levar as pessoas a experimentá-lo”, diz Jeff. “Há uma grande variedade – seca, doce e carbonatada. Eles certamente encontrarão algo para se apaixonar.”

Autor: Emily Canal

Tradução: Alexandre A. Peligrini

Fonte: https://www.inc.com/emily-canal/superstition-meadery-craft-beverage-industry.html

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *