Hidromel agora é produzido em Long Island

Hidromel agora é produzido em Long Island

Hidromel agora é produzido em Long Island: O que você sabe sobre hidromel? Se sua resposta for “nada”, você provavelmente não está sozinho.

A bebida alcoólica mais antiga da humanidade é, por sua vez, uma bebida semelhante a vinho. Mas é fermentada a partir de mel em vez de mosto de uvas. E embora as primeiras versões do hidromel tenham sido provavelmente acidentais, o produto que acidentalmente se tornou algo de se beber, em 2019 é absolutamente feito com intenção e profissionalismo.

Basta perguntar a Justin Feldstein, co-fundador e chefe de digital e marketing da Beacon Meadery em Setauket. Segundo Feldstein, o resultado é o interesse de seu amigo e parceiro de infância, Chris Parles. Parles, que agora é o mead maker da Beacon, “tropeçou no hidromel”, disse Feldstein, “que é uma categoria super pequena, mas de rápido crescimento no mercado de bebidas artesanais.

Popularidade crescendo

“Ele continua se tornando mais e mais popular.” disse Parles, cuja paixão estava originalmente na cerveja artesanal, virou-se para o hidromel e nunca mais olhou para trás.

A fim de iniciar seus novos negócios, esses nativos de Setauket precisavam lançar um plano.

“Nós meio que montamos uma equipe”, disse Feldstein. “Temos meu pai, que está atuando como nosso diretor executivo. Lido com o lado digital e de marketing. Temos também um Ph.D. biólogo, que está ajudando com parte do desenvolvimento da receita.”

O desenvolvimento da receita é um dos aspectos mais sutis da produção do hidromel. Uma hidromelaria pode escolher qual estilo de hidromel deseja produzir e a lista é longa. Existem produtores que produzem hidromel espumante, hidromel seco, e, como é o caso do Beacon Meadery, hidromel aromatizado com frutas.

Sabores e Aromas

“Você pode essencialmente fermentar o mel e fica com um vinho que pode ou não ter muito sabor”, disse Feldstein sobre o hidromel. “E essa é uma tela muito boa.”

No caso de Beacon Meadery, a tela foi pintada com hidromel de framboesa. Esse lançamento está disponível no momento e será acompanhado, em breve, por mirtilos e groselhas negras. Esses lançamentos são esperados para outubro. Parte do que torna esse hidromel em particular tão especial, observou Feldstein, é o nível de atendimento que ocorre em cada lote. Enquanto muitos hidromeis são colocados no mercado com muito poucos lotes de teste, o Beacon Meadery mantém seu hidromel com um alto padrão.

Testes e mais testes

“Fazemos muitos testes antes de chegarmos à receita final”, disse Feldstein. “Nosso hidromel de framboesa é resultado de 65 ou 70 lotes de teste individuais. No desenvolvimento da receita, você está continuamente observando o mel que está usando, o fermento que está usando, a fruta que está usando, para terminar no alvo. ”

É também sobre o processo. Enquanto muitos fabricantes de hidromel consideram que o hidromel está no continuum da cerveja, o pessoal da Beacon Meadery discorda.

“É proveniente desse fundo de vinho, em oposição ao fundo de cerveja artesanal”, disse Feldstein sobre seu produto. “Nós nos apegamos a esse mundo antigo, ao estilo do vinho tinto, da fabricação de nosso hidromel.”

Quanto ao nome, bem, isso é um aceno à herança de Long Island. “Somos todos de Setauket, e a idéia era criar uma cena em Long Island, então seguimos com Beacon, que é uma homenagem ao farol.

Facilitando o acesso

Falando em local, Justin Feldstein e Chris Parles queriam garantir que o hidromel fosse facilmente acessível.

“Hidromel é realmente difícil de conseguir”, disse Feldstein. “Muitas hidromelarias em todo o país tendem a vender pela porta da frente e satisfazer sua demanda localmente. Temos um grande canal direto ao consumidor e também trabalhamos com lojas locais na ilha e na cidade e estamos desenvolvendo algumas contas locais à medida que avançamos. ”

O primeiro lançamento do Beacon Meadery, O Raspberry, cuja produção produziu 900 caixas, está atualmente disponível on-line e nas lojas por US $ 21,99 por garrafa de 375 ml.

Autor: Hannah Selinger

Tradução: Alexandre A. Peligrini

Fonte: http://www.27east.com/news/article.cfm/East-End/606160/Mead-The-Worlds-Oldest-Alcoholic-Beverage-Is-Now-Made-On-Long-Island

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *