Hidromel em Baltimore!

Hidromel em Baltimore!

Hidromel em Baltimore: Quando saí do viaduto para a Biddle Street para encontrar a Charm City Meadworks, eu tive uma visão direta da penitenciária mais antiga de Baltimore, Maryland – o Baltimore City Detention Center. Uma estrutura de pedra de estilo gótico do avivamento que foi inaugurada em 1859. Embora tenha tem um histórico de corrupção e negligência, o prédio está aninhado em meio às muitas iterações de renovação urbana que Baltimore vem fazendo. Dependendo do seu ponto de vista, é um pouco difícil ou está cheio de potencial. Para um certo empresário local, esse ponto de vista único significava restaurar um pedaço de imóvel urbano que, historicamente, era o centro industrial de Baltimore.

Um novo olhar

James Boicourt é um verdadeiro alquimista quando se trata de ponto de vista. Ele viu a oportunidade em um pedaço estranho da história: um armazém de formato desajeitado na base do bairro histórico de Mount Vernon, a alguns quarteirões ao norte da penitenciária sinistra, ladeado pela via expressa Jones Falls, e a uma curta distância do nexo do centro da cidade. Sua localização em Biddle Street lhe permitiu não apenas no desenvolvimento de um negócio em um bairro em transição, mas também na mudança de percepções com suas modernas técnicas de fabricação de hidromel. Fico feliz em dizer que seus esforços são tão bem-sucedidos quanto deliciosos.

Hidromel em Baltimore: Homem na sala de barris

O proprietário James Boicourt está sacudindo a produção de hidromel em Baltimore

Novidade nostálgica

Quando Boicourt descobriu o hidromel pela primeira vez, a bebida tendia a ser uma novidade doce e difícil de encontrar nas lojas de bebidas. Sua jornada de criação de hidromel começou com a percepção de que sua educação em engenharia o tinha, como ele diz, “destinado à fazenda de cubículos, e isso era algo que simplesmente não me interessava, porque eu sou uma pessoa muito prática.” Ele mudou de curso e acabou fazendo um curso de entomologia em apicultura. “Fiquei muito animado com as abelhas”, diz ele. Ele se interessou pelo mel e começou a fazer hidromel durante a faculdade, que era um hobby que ele não pretendia ser uma carreira.

Curiosidade como negócio

No entanto, em 2018, junto com um pequeno grupo de amigos com ideias semelhantes, ele decidiu alugar espaço e experimentar o hidromel, em particular para criar “algo mais leve e refrescante com menos álcool em volume (ABV) – algo que as pessoas gostariam de beber todos os dias.” Depois de algumas mudanças na carreira, essa curiosidade da faculdade virou seu nicho ao lado do boom da cerveja artesanal de Baltimore. Em junho de 2019, a Charm City Meadworks produziu hidromel suficiente para se tornar uma das maiores hidromelarias dos EUA.

Boicourt revela que, nos últimos sete ou oito anos, as informações e as experiências com hidromel cresceram, assim como seu próprio conhecimento sobre a fabricação da bebida. O engenheiro fabricaria lotes com 20 variáveis ​​diferentes, juntamente com lotes de controle, teste de acidez e adição de nutrientes, e registro como as diferentes amostras de mel foram provadas nos produtos finais.

Hidromel em Baltimore: Taproom cheia de pessoas e hidromel

O taproom da Charmed City em Baltimore

Desafios do produto

Ele explica: “O hidromel é particularmente desafiador para fabricar porque é pobre em nutrientes”, em oposição à cerveja, que começa com grãos ricos em proteínas e ricos em amido; ou vinhos, que começam com frutas – ricas em nutrientes para crescimento e fermentação microbiana.

“Leveduras são muito particulares e aprendemos muito sobre como trabalhar com leveduras diferentes, que são enormes componentes de sabor em qualquer bebida fermentada”, diz Boicourt. Em geral, a fermentação pode alterar certos componentes aromatizantes, e há muitas leveduras com as quais qualquer fabricante de hidromel pode criar inúmeras variações de sabor usando os mesmos ingredientes básicos. No entanto, com um teor alcoólico de 7% ou menos, existe o risco de micróbios patogênicos no hidromel que também podem destruir rapidamente o sabor. Boicourt diz que a filtragem é a maneira como ele lida com a alta carga de levedura e o baixo ABV na fermentação do hidromel.

Técnicas e adequações do processo

A filtração de hidromel mantém o processo de baixa produção de álcool livre de micróbios indesejados e aumenta sua estabilidade. E, recentemente, ele vem experimentando leveduras kveik, que ajudam a criar ésteres frutados e brilhantes com um tempo de fermentação mais rápido. “Então a arte”, diz Boicourt, “está na mistura – o equilíbrio de mel, água, temperatura, fermento e aromas.” Como resultado, Charm City Meadworks produz hidromel seco, equilibrado e refrescante. Boicourt confirma que a experimentação “faz parte do ofício.”

Então, como é exatamente o sabor do hidromel moderno? A Charm City Meadworks exemplifica o que acontece quando a produção de hidromel é reexaminada no contexto de intenso interesse público em fermentação e fabricação de cerveja caseira, juntamente com as crescentes vendas de cerveja artesanal. Para Boicourt, grande parte de seu esforço é direcionado para educar os consumidores sobre a singularidade de hidromel.

Hidormel em Baltimore: Taças cheias de hidromel

Hidromel moderno à maneira da cidade encantadora

“Por exemplo, quando faço uma degustação em uma loja de bebidas, pergunto ao cliente: ‘Gostaria de experimentar algo leve e refrescante?’, Em vez de perguntar às pessoas se elas querem provar o sabor do hidromel”. Ele explica que fazer a segunda pergunta leva a uma perda imediata de interesse por causa de noções preconcebidas sobre o hidromel como uma bebida doce. Para Boicourt, é crucial apresentar o hidromel como uma categoria única de bebidas e permitir que as pessoas formem suas próprias opiniões depois de provar suas cervejas.

“Nós realmente queríamos separar o hidromel do seu lugar como uma reflexão tardia empoeirada no final de uma fileira de vinhos de sobremesa”, diz Boicourt, “então tivemos que comercializá-lo de maneira diferente e mudar a embalagem da dos vinhos tradicionais”. A partir de 2016, a Charm City Meadworks foi uma das primeiras na indústria a embalar seus produtos em latas.

Foco na experiência

Além da embalagem, seu objetivo é fornecer uma bebida consistente e refrescante e interessante, o que significa superar algumas falhas presentes na fabricação, engarrafamento e distribuição. Especificamente, Boicourt observa: “É importante perceber que somos uma fábrica. Outra pessoa pode criar um perfil de sabor raro com um mel varietal exclusivo em casa, mas não podemos replicar isso em uma escala maior.” Ele continua: “Existem medidas de controle de qualidade que devemos considerar para a produção em massa, e ingredientes caros tornam alguns perfis de sabor menos possíveis.” O fornecimento inconsistente de matéria vegetal traz fatores de risco microbiano. E, diferentemente da fabricação de cerveja, não há processo de cozimento para o hidromel. A fermentação ocorre durante um período de 10 a 14 dias, com temperaturas entre 55 e 75 graus Fahrenheit, bem como a Kombucha.

Gerenciamento dos ingredientes

E ainda outros ingredientes são difíceis de gerenciar em larga escala, como o capim-limão; em pequena escala, a adição da erva triturada vale o trabalho exaustivo, mas para Boicourt, a adição de capim-limão ao fermento primário significa substituir suas lâminas industriais depois de processar cada carga de 300 kg de material vegetal.

Em vez disso, a empresa usa um extrato de capim-limão destilado a vapor para receitas, e as notas particularmente herbáceas são obtidas durante uma segunda fermentação para fornecer consistência na receita e no produto. Hoje, um dos principais pilares de Charm City é o hidromel de capim-limão. Boicourt aprendeu a criar perfis sofisticados de sabor, e todas as suas receitas são produtos de tentativa e erro.

Espumante e Enlatado

Fui presenteado com uma degustação quando visitei Charm City Meadworks e, honestamente, me surpreendeu. As amostras desafiaram completamente minhas expectativas, exatamente como Boicourt havia previsto. Os hidromeis enlatados em Charm City combinam ervas, plantas, mel e água para obter sabores secos, leves, efervescentes e deliciosos com apenas 6,9% de ABV.

Não há nada de desagradável sobre esses hidromel espumantes. Enquanto eles se parecem como cerveja ou cidra, eles não têm o mesmo sabor dessas outras bebidas. São perfis de sabor cheios de sofisticação. Ruby Red Rose tem um sabor complexo do início ao fim; feito com botões de rosa inteiros e raspas de toranja, o sabor da rosa muda para cítrico picante e termina com notas florais suaves. Mango Comapeño, uma dupla de manga e pimenta, fornece aromas e sabores frutados no início e, em seguida, surpreende o paladar com um toque de pimenta da herança de Veracruz, México.Hidromel em Baltimore: Hidromeis na lataEnvelhecidos e Secos

Envelhecidos em barris de carvalho, os charmosos de Charm City ainda oferecem um sabor mais tradicional a 12% ABV, sem a carbonatação. Provei a mistura de morango e gengibre, na qual a fruta faz parte da fermentação primária. Com o sabor de morango na vanguarda, ele permanece no lado seco e contribui para um aperitivo adorável, especialmente com o zing de gengibre. Enquanto a sensação na boca dos hidromel é leve e levemente efervescente, o hidromel ainda não chega nem perto da viscosidade. Também é seco, leve e cheio de sabor fresco.

Um empresa deliciosa

A Charm City Meadworks é apenas mais um detalhe encantador escondido em meio a muitos monumentos históricos intocados da cidade. Você pode saborear um hidromel moderno num armazém único construído no topo da hidrovia Jones Falls revitalizada, que já foi preenchida com detritos do Grande incêndio de Baltimore em 1904. Mas você não precisa visitar Baltimore para se encantar com o moderno hidromel de Boicourt. Ele é distribuído por todo o estado de Maryland; Washington DC.; Virgínia; e Pensilvânia, e envia para 32 estados.

Orgulho define

“Estou orgulhoso do que estamos fazendo aqui em termos de envolvimento com a nossa comunidade na cidade,” diz Boicourt. A maioria de seus funcionários anda de bicicleta para trabalhar e gosta de trabalhar lá. Partes da prisão da cidade começaram a ser demolidas, mas a arquitetura histórica permanece. Talvez a demolição tenha levado consigo alguns conceitos errados desatualizados sobre Baltimore. Boicourt diz: “Aqui na cidade, há uma mudança incrível em direção a mudanças positivas e, como proprietário de uma empresa, é fácil uma mudança dar para trás. As pessoas estão prontas para trabalhar, e é ótimo ver uma cidade recuperar alguns dos remanescentes de sua história. ”

Hidromel em Baltimore: Hidromeis da Charmed City

Autor: Jean Denney

Tradução: Alexandre Augusto Peligrini

Fonte: https://www.myfermentation.com/wine/bee-charmed-in-baltimore-zm0z20szwoo

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *