Nasce uma antiga bebida em Ipswich

Nasce uma antiga bebida em Ipswich

Nasce uma antiga bebida em Ipswich: Quando um engenheiro oceânico e sua esposa, professora de ciências, assumem um projeto, algum tipo de novo instrumento para biólogos marinhos pode ser o resultado esperado. Para Dan e Deb Clapp, no entanto, o resultado não é algo que a Edmund Scientific apresentará em seu catálogo.

Depois de se mudar para a Nova Inglaterra, do Oregon, para se formar na faculdade, os Clapps decidiram se estabelecer em Ipswich. Dan descobriu extensos laços familiares com a área enquanto inspecionava a árvore da família de uma tia, incluindo o parentesco com o coronel John Choate, cujo nome adorna a ponte histórica da cidade.

História na história

Isso gerou um interesse mais profundo na genealogia e, eventualmente, levou a uma viagem à Dinamarca para descobrir suas linhagens. Uma lembrança de Deb da viagem, acabaria mudando o curso de suas vidas – uma garrafa de Klapostjer Mjod (hidromel em dinamarquês), uma bebida composta de mel fermentado, lúpulo e aguardente feita pelo Dansk Mjod em Billund.

Dan não sabia nada sobre hidromel na época, comprando-o por causa de sua “garrafa de cerâmica legal” e do Viking na etiqueta. Embora ela apreciasse a consideração de seu marido, a garrafa ficou na prateleira inferior do armário de bebidas por dois anos. Certa noite, em um jantar que eles estavam organizando, eles a abriram por um capricho, e todos que provaram foram agradavelmente surpreendidos. Sabendo que Dan tinha experiência em preparar sua própria cerveja, seus convidados o encorajaram a tentar fazer essa “nova” libação.

Descobrindo mais sobre a bebida

Primeiro, ele precisava ter uma compreensão mais profunda do produto em si, então começou a fazer pesquisas que se encaixavam em sua formação em engenharia. Ele descobriu que o hidromel é a bebida fermentada referenciada mais antiga da história. Sua primeira menção conhecida foi nos antigos Vedas indianos.

Nasce uma antiga bebida em Ipswich: Um homem serve um taça de hidromel

Dan Clapp derrama uma amostra de um de seus hidromel, Puritan Pride. Um amante da história, Clapp deixou seu trabalho de engenharia para abrir 1634 Meadery com sua esposa, Deb.

O hidromel às vezes é chamado de “vinho de mel”, os ingredientes fundamentais são mel, água e fermento. Existem muitas variedades, mas as mais populares são os metheglins, fabricados com ervas e / ou especiarias; melomeis que contêm aditivos para frutas; e cysers, que são híbridos de sidra de maçã / hidromel.

A produção de hidromel floresceu com a ciência da propagação da apicultura no norte da Europa na Idade Média; tornou-se equiparado à cultura viking, recebendo menções regulares nas sagas e outras fontes como a bebida preferida dos deuses nórdicos.

Nasce uma antiga bebida em Ipswich: Amigos celebram com hidromel

Acima: CJ Samatis, Josh Odess, Dan Cote e Adam Young parecem os vikings modernos, mas são exatamente o oposto. Eles são membros dos Vilões Barbados da Nova Inglaterra, uma associação local de uma organização fraterna cuja missão enfatiza obras de caridade

Apoio de amigos e da comunidade

Enquanto Dan experimentava receitas, amigos e vizinhos recomendaram que ele iniciasse as vendas comerciais de suas misturas. Os conselhos deles despertaram seu interesse, então ele começou a pesquisar hidromelarias artesanais e “notou um enorme aumento de interesse na internet”. Foi uma revelação encorajadora, diante da qual ele se preocupou com o fato de a familiaridade americana com o hidromel ser muito limitada para viabilizar um negócio.

De acordo com a American Mead Makers Association, “a bebida mais popular do mundo durante a maior parte da história registrada quase desapareceu [mas agora é o] segmento de crescimento mais rápido da indústria americana de bebidas alcoólicas.”

O motivo final para se profissionalizar surgiu quando o Clapps notou uma placa de “aluguel” na frente de uma loja da Short Street enquanto dirigia no centro de Ipswich.

Desafios da legalização

Depois de um ano lidando com a burocracia estadual, federal e local, 1634 Meadery abriu suas portas ao público em abril de 2015.

O nome da empresa é um reconhecimento do ano em que a Ipswich foi incorporada à comunidade.

Atualmente, 1634 está trabalhando para dobrar a capacidade de produção. Também há esperanças de expandir a sala de degustação porque, como Dan explica, “é essencial para a educação e eventos, ambos ainda necessários no mercado de hidromel, apesar do enorme crescimento do mercado.”

Embora não seja nada evidente enquanto saboreia seus hidromeis, como Orange Elation, Citrus Breeze e Blueberry Dream, Dan diz humildemente: “Eu ainda estou aprendendo enquanto produzo.”

Autor: David Iverson

Tradução: Alexandre A. Peligrini

Fonte: https://www.mvmag.net/2017/01/25/1634-meadery/?fbclid=IwAR3vJUqWt7AyMdMgEja20klR_IPo2iZAvao5jvRRivhOL8FTmV1egkYfcI4

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *