O mel está ressurgindo como ingrediente sustentável e saboroso para sua bebida

O mel está ressurgindo como ingrediente sustentável e saboroso para sua bebida

O mel está ressurgindo como ingrediente sustentável e saboroso para sua bebida: O mel e álcool são amigos desde que a humanidade começou a experimentar bebidas fermentadas. De fato, a bebida alcoólica mais antiga que já existiu é provavelmente o hidromel, ou alguma forma dela. Para muitos bebedores modernos, no entanto, a discussão sobre o mel como base para a bebida termina ali, bem antes de onde começou.

Este é um passo em falso. Nos últimos anos, um aumento – não enxame – de produtores de bebidas destiladas vem voltando ao início das bebidas e utilizando o mel de maneiras criativas em uma ampla variedade de bebidas. Coletivamente, eles têm consumidores entusiasmados ao exibir as notas florais distintivas do mel, em alguns casos, sua textura cremosa e, sim, até seu terroir.

O Alcance Crescente do Mel

As abelhas são abundantes no mundo do mel e bebidas destiladas, inclusive com um novo coquetel em lata pronto para beber chamado Siponey. A empresa escolheu o mel como ingrediente específico para apoiar as abelhas e o meio ambiente em geral. “Identificamos as abelhas como o primeiro passo na recuperação do meio ambiente”, diz a co-fundadora e CEO Amanda Victoria. “Meu parceiro Joseph Mintz é um ambientalista com experiência em estudos de horticultura. Sentimos uma imensa responsabilidade no lançamento de um produto que não só tem um ótimo sabor, mas também é bom para o consumidor, usando ingredientes de qualidade e produzidos de uma maneira ambientalmente consciente.”

Responsabilidade Sustentável

A chave da missão da Siponey é ser ambientalmente sustentável, incluindo os atuais esforços em andamento para se tornar uma B Corporation certificada. “A Siponey contribuirá para a conscientização ambiental das abelhas, apoiando o desenvolvimento da expansão dos apiários privados. Cada lata vendida ajudará a construir uma casa para uma abelha, com uma porcentagem significativa da receita destinada a salvar as abelhas”, diz Victoria.

O mel está ressurgindo como ingrediente sustentável e saboroso para sua bebida: Bebidas enlatadas

A oferta inicial da marca atualmente em produção é chamada Siponey Royale e é feita com apenas três ingredientes: uísque de centeio, mel de flores silvestres e suco de limão fresco. “Gaseificada e enlatada, a Siponey Royale bebe de maneira semelhante a uma taça de champanhe com notas de degustação de especiarias, flor de jasmim e limão cítrico”, diz Victoria.

Na Caledonia Spirits de Vermont, produtora da linha de bebidas espirituosas Bar Hill, a missão da destilaria sempre foi o mel.

Paixão desde Criança

Todd Hardie, apicultor desde os 12 anos de idade, fundou a destilaria em 2008 e queria usar o mel cru como base de seus produtos. “A Barr Hill foi fundada no conceito de encontrar maneiras criativas de usar o mel e apoiar a agricultura local”, explica Ryan Christiansen, presidente e proprietário da destilaria.

Com experiência em fabricação de cerveja, Christiansen juntou-se à Caledonia Spirits em um papel de meio período e logo se tornou o destilador principal da nova empresa, eventualmente comprando a empresa da Hardie. “A apicultura e o mel estão em nossas raízes como empresa e permanecem essenciais em nossa destilação e espírito”, diz ele.

Atualmente, a destilaria da Caledonia Spirits fornece entre 60.000 e 80.000 libras de mel bruto por ano de apicultores localizados a menos de 400 quilômetros. “Nosso mel também é mantido cru, e nunca aquecido, para proteger a expressão botânica do Nordeste”, diz Christiansen.

De Apicultor a Destilador

Os produtos da Caledônia incluem Barr Hill Vodka, Barr Hill Gin e Tom Cat Gin, uma oferta envelhecida em barril. Embora você não pense no mel como um ingrediente básico natural, suas características exclusivas e sabores florais são uma combinação perfeita para o gin. “O mel cru oferece uma profundidade botânica complexa que combina com o zimbro resinoso e ousado, com o objetivo de criar um gin de zimbro que é equilibrado pelo mel cremoso e floral”, diz Christiansen.

O mel está ressurgindo como ingrediente sustentável e saboroso para sua bebida: garrafa segurada sobre um tanque fermentador

Respeito ao Produto

Quanto à vodka, a Caledônia usa um processo de destilação e filtração mais restrito do que normalmente é usado para esses espíritos. Isso permite que alguns sabores de mel sejam mantidos, afirma Christiansen. “Ao destilar apenas duas vezes, a vodka acabada alcança a pureza da vodka tradicional, mas a textura e as notas florais sutis dão a base do mel cru”, acrescenta. Essa qualidade estrutural é o lugar onde o mel brilha, transmitindo o que Christiansen descreve como uma sensação rica e cremosa na boca, graças em grande parte ao fato de que cerca de 3.000 libras de mel cru são usadas por lote.

Além do ‘Barril de Mel’

No mundo do uísque, os destiladores costumam usar o termo “barril de mel” para descrever um barril individual particularmente valorizado em seus armazéns. Mas no caso da Destilaria Green Brier de Nelson, os irmãos Charlie e Andy Nelson adotaram a frase literalmente com um lançamento limitado de Belle Meade Bourbon.

O mel está ressurgindo como ingrediente sustentável e saboroso para sua bebida: garrafa de bourbon com mel

Como parte de sua coleção de artesãos, os irmãos terminam o bourbon em vários barris que anteriormente continham mel de flores silvestres cruas do produtor local TruBee, produtor do Tennessee. O lançamento inicial foi recebido com tanta aclamação que a destilaria continuou a oferecer novas edições anuais, vendidas diretamente de sua loja no local.

O Belle Meade Bourbon transmite uma variedade de notas florais, com uma sensação viscosa na boca proporcionando doçura ao mel, além de influências mais típicas do bourbon e do carvalho tostado.

Melhor dos Mundos

É uma dose de sobremesa entregue com a força do barril, o melhor dos dois mundos, e muito longe do uísque com sabor de mel que algumas das grandes marcas apresentam, geralmente exibindo sabor adocicado e doçura sacarina com menos de 40% ABV), que são licores com mais precisão, em vez de uísque.

O uso renovado do mel para bebidas destiladas delicadamente voltadas para a sustentabilidade não se limita aos produtores americanos. Vá para a Europa e não faltam marcas que oferecem suas opiniões sobre o ouro líquido do mel alcoólico: por exemplo, o Midamo da Geórgia é um espírito destilado de quatro tipos diferentes de mel; O Bärenjäger da Alemanha é um licor de mel tradicional; e na Croácia, medica é uma classe de licores populares de mel e brandy de frutas.

Expressão Máxima

Isso fala do apelo generalizado do mel, bem como de sua complexidade aprimorada. “Usar apenas mel do norte cru nos dá uma amostra do lugar, pois o mel é a expressão máxima do terroir, capturando a profundidade floral da nossa região”, diz Christiansen.

O mel está ressurgindo como ingrediente sustentável e saboroso para sua bebida: Um delicioso drink de destilado com mel

Ao levantar um copo influenciado pelo mel natural e cru, seja um uísque ou um gin, um licor ou um coquetel em lata, destiladores e fabricantes de bebidas acreditam que o consumidor é transportado para onde o mel veio. “O sabor delicado do mel é maravilhosamente influenciado pelo seu terroir”, diz Victoria.

Autor: Jake Emen

Tradução: Alexandre A. Peligrini

Fonte: https://vinepair.com/articles/honey-spirits-not-mead/?fbclid=IwAR3XmEaJHW_B089EMArjAmzf7vojiqmf_MNN9QM6RWtCFk5zPGxBHC9YY78

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *