Odin me Ajude #015 – O que é um Blend?

Odin me Ajude #015 – O que é um Blend?

E no episódio de hoje vamos tentar explicar o que vem a ser o blend, tão usado para a cultura do vinho, do café, da cerveja, do chocolate e claro, do hidromel!

Aqui, tudo que você precisa saber para começar sua jornada com o hidromel.

É provável que você já tenha ouvido o termo blend, não é mesmo? Entenda agora o que significa esse termo que ficou famoso no mundo do vinho.

As palavras blend, assemblage e corte são sinônimos. No mundo do vinho, esses termos, são utilizados para expressar uma mistura, é uma combinação de elementos que se complementam.

Esse termo é comumente utilizado para identificar os vinhos que possuem mais de um tipo de uva em sua composição. E, de forma geral, não existe uma regra que limite uma quantidade máxima de uvas em um vinho. Para o mundo do café, o mesmo se aplica, pois pode-se juntar variados tipos de grãos de diferentes origens ou torras.

Mas voltando ao vinho, existem apenas algumas legislações que consideram um vinho que contém mais de uma uva como varietal, mas desde que uma das variedades seja majoritária.

Essa combinação de uvas tem muita relevância em algumas regiões vitivinícolas, tanto que em alguns locais existe um blend emblemático, típico. O exemplo mais famoso é assemblage de Bordeaux, na França, chamado de corte bordalês, que mescla as uvas Merlot, Cabernet Sauvignon e Cabernet Franc, podendo ter também, em porcentagens menores, a Malbec e/ou a Petit Verdot.

Outro exemplo é o GSM, um blend típico da Denominação de Origem Côtes du Rhône, que mescla as uvas tintas Grenache, Syrah e Mourvèdre. Já na Austrália, o corte famoso é composto por Cabernet Sauvignon e Shiraz.

Mas a usabilidade desse termo vai muito além desse conceito ligado à quantidade de uvas encontradas em um vinho. O termo blend também é utilizado para expressar misturas e combinações de parcelas de vinhedos, por exemplo.

Um produtor pode cultivar uma mesma variedade em áreas diferentes, e o enólogo pode fazer um blend de vinhedos, mesclando terroirs diferentes, de vinhedos localizados em altitudes distintas, com videiras com idades diferentes.

Outro exemplo é o blend de barricas de carvalho. O enólogo pode mesclar barricas de origens diferentes, como francesa e americana, ou misturar barricas novas, com usadas, e ainda pode combinar barricas com graus de tosta diferentes.

Esse termo também é utilizado na produção dos espumantes e vinho não safrados. Como esses exemplares possuem o objetivo de manter uma linearidade de estilo e de suas características independente do ano de produção, é feito um blend com vinhos de diferentes safras.

O blend é como uma arte e está diretamente ligado ao trabalho do produtor, seja ele um enólogo, mestre cervejeiro, ou barista, pois é esse profissional que estuda dentro de sua área todas as opções de combinações. É um trabalho longo e minucioso, já que é preciso realizar muitos testes até chegar na mistura perfeita, pois o objetivo é que todos os elementos se complementem, para nos surpreender a cada taça, copo ou xícara.

Um dos principais produtos da Old Pony é o BLEND – HIDROMEL DOCE DE CAFÉ, estilo: Metheglin, considerado Best of Show na categoria Profissionais da 3ª edição da Copa Kylix que ocorreu em outubro de 2019 em Porto Alegre.

Possui volume de 750ml e Alc: 14% ABV

Composição: Mel, água, café e leveduras.

Características: Aroma primário de café e secundário de torrefação. Sabor predominante de café, evoluindo lentamente para um cappuccino. No retro gosto deve se mencionar o mel e floral que finaliza a percepção de boca. Dentre os sabores o doce é o que mais se destaca, seguido pela acidez. Corpo leve. Final de boca de média-longa duração com final doce e gosto de café.

Harmonização: De acordo com as percepções acima sugere-se uma harmonização por semelhança. No caso sobremesas doces com valorização para caramelização de açúcar e torrefação, recomendáveis tais como: Creme bruleé de doce de leite com raspas de canela e baunilha; Petit gatêau de coco queimado e calda de café com chocolate; Rocambole de laranja com farofa de suspiros de café.

Mas o que Metheglin tem a ver blend?

Esta categoria se refere aos hidroméis que tem Especiarias ou Ervas na sua receita. Na produção atual de hidromel do final da idade média para hoje, o uso das ervas e especiarias no metheglins passou a ter mais um cunho de imprimir a particularidade de cada produtor.

No hidromel seu uso é vasto e as criações são quase ilimitadas. Muitas pessoas na europa cozinham com metheglin, e este tem uma grande reputação de ser excelente para cozinhas massas e frutos do mar. Beber é apenas uma parte da utilidade do metheglin.

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *