Odin me Ajude #040 – Nanna´s Dessert

Odin me Ajude #040 – Nanna´s Dessert


E no episódio de hoje vamos falar de um hidromel que tem tudo a ver com as festas de final de ano que se aproximam! O Nanna’s Dessert da Oldpony, um HIDROMEL DE DOCE DE FIGOS VERDES EM CALDAS, MATURADO COM CRAVOS

Aqui, tudo que você precisa saber para começar sua jornada com o hidromel.

Meio fruta, meio flor; doce, mas não muito, o figo é dos mais versáteis na cozinha. Fresco, pode incrementar saladas. Seco (figo turco), vai bem em sobremesas e em recheios de assados. Se for colhido ainda verde, vira doce cristalizado e compota.

É “fruta” ou é flor?
Você pode ter estranhado as aspas na palavra fruta no início do texto, mas é que, apesar de ser popularmente conhecido como uma fruta, o figo é, na verdade, uma flor.

Parece estranho, não é mesmo? A explicação é que a figueira não floresce como as demais árvores frutíferas, mangueiras e macieiras, por exemplo. As flores da figueira são invertidas. Isso quer dizer que essas flores se abrem dentro de um receptáculo em formato de pêra, que amadurece e se transforma no figo propriamente dito.

Dentro de cada figo, existem muitas flores que geram apenas um fruto cada – aquela espécie de sementinha que garante a crocância da “flor/fruta”.

Originária do Oriente Médio, a figueira está na história da humanidade desde, literalmente, os tempos de Adão – foram as folhas dessa árvore que cobriram as vergonhas do casal original, diz a Bíblia. No Egito antigo, além de entrar no preparo de pães, o figo era o alimento usado na engorda do ganso para a produção do foie gras, conta a nutricionista Renata Furlan Viebig, da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

No Brasil, a variedade mais consumida é o figo roxo. O período de colheita começa no final da primavera e vai até o início do outono. “Existem os figos tardios [obtidos graças à poda tardia das árvores], mas os melhores, em termos de sabor, são os figos de novembro a abril”, diz Carlos Adilson, presidente do Sindicato Rural de Valinhos.

Altamente energético (1 figo fresco tem cerca de 70 calorias), ele possui minerais, vitaminas C e do complexo B. Em termos botânicos, o figo é uma infrutescência, ou seja, um fruto resultante do agrupamento de várias flores, explica o engenheiro agrônomo Marcos Mori, da Casa da Agricultura de Valinhos.

O figo é um alimento que se destaca pela quantidade de carboidratos. De acordo com a Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (Taco), 100 gramas do alimento fresco contam com 10,2 gramas do nutriente. É considerado ainda fonte de fibras, com 1,8 gramas do nutriente. No caso de vitaminas e minerais, contém potássio e vitamina C.

Por ser muito consumido seco e em forma de doce, é importante destacar que a forma de preparo influencia na composição nutricional. O valor calórico, por exemplo, varia muito. Dois figos frescos (cerca de 100 gramas) apresentam 41 calorias. A mesma quantidade do alimento em calda conta com 184 calorias.

A sobremesa preferida do Imperador Dom Pedro II, de acordo com várias citações em livros de história: O doce de figo, ou doce de figo verde (e também conhecido como compota de figo).

Esta sobremesa deliciosa estava sempre presente na mesa do paulista e também foi servida, entre outros quitutes, na festa de casamento da Marquesa de Santos com seu primeiro marido, Felício Pinto Coelho de Mendonça.

A culinária paulista está repleta de compotas, que são frutas cozidas em calda de açúcar e especiarias, geralmente preparadas com goiabas, marmelos, abóbora e até limão-cravo. Eram as sobremesas mais comuns nas casas de fazenda, acompanhadas por bolos e biscoitos.

NANNA’S DESSERT
HIDROMEL DE DOCE DE FIGOS VERDES EM CALDAS, MATURADO COM CRAVOS
Estilo: Melomel

Volume: 750ml
Alc: 15% ABV

Composição: Mel Silvestre, Doce de Figos Verdes em Calda e Cravos.

Características: Aroma de doce verde e em segundo plano o cravo. No palato sabor primário de figo em compota. Sabores secundários de mel e cravo. Compreende bem o sabor doce. Corpo alto, álcool quente, textura redonda, alta persistência em boca com final doce e amargo.

Harmonização: Potencial para harmonizar com queijos e doces em caldas em geral.

Alexandre Peligrini, o idealizador deste hidromel, disse que hidromel é especial não só pela receita e ocasião de consumo, mas também possui apego sentimental: ele lembra as sobremesas com figo, das reuniões de família onde a avó e também a mãe preparavam a sobremesa para todos.

https://loja.oldpony.com.br/produtos/nannas-dessert-hidromel-de-doce-de-figos-verdes-em-caldas-maturado-com-cravos/

Pois bem meus amigos, com narração de Fabio Camatari, este foi mais um episódio do podcast Odin me Ajude! Toda primeira e terceira quinta-feira de cada mês, um episódio estupidamente gelado esperando para ser degustado por você!
Se você gostou deste episódio, continue conosco! Vamos apresentar informações, receitas, papo de boteco (ou de taverna…) e afins sobre o universo do hidromel. Aproveite e apresente este episódio para um amigo!
“E vc? Quer saber mais sobre o hidromel, sua história, estilos e como produzir você mesmo a sua bebida? A OldPony conta agora com uma plataforma educacional para te ajudar nessa jornada. Trata-se da OldPony School! Lá você vai encontrar informações não só para produzir a sua bebida, mas também para gerir o seu negócio. Acesse agora mesmo educa.oldpony.com.br e comece agora mesmo os seus estudos!”

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *